29/01/09

Dicas Joalheria Étnica

A Joalheria Étnica traz, muitas vezes, inspirações e referências para produção de joias. Deixo abaixo algumas dicas de livro e link para esta modalidade.


Livro Ethnic Jewellery
Livro (livraria cultura):

ETHNIC JEWELLERY
from Africa, Asia and Pacific Islands










Links:
Jewelry Navajo
Blog Livros Joalharia

21/01/09

Dica de dicas de montagem

Olá Pessoal, como sabemos a internet é um ótimo meio para aprendizagens em diversas áreas, e a Joalheria não foge desta imensa "sala de aula". Tive o interesse em aprender a Montagem de Joias, e como tenho habilidade manual, só me faltava um passo-a-passo básico mais algumas horas de pesquisa e pronto. Um montante de informações foram captadas sem sair de casa. Hoje sei usar o tal conduíte, dar nó em fios de pérolas...entre outras técnicas.

Na seção Dicas de Montagem da Pedra Mística encontrei a maioria das informações necessárias para produção de joias de montagem. E por ser uma loja, já encontramos todo o material por lá, por um bom preço, segurança e entrega super rápida.

Seguem os links:
Dicas e Técnicas de Montagem Pedra Mística - Capa
Técnica dos Nózinhos-Acabamento Perfeito
Ideias - Nina Designs

18/08/08

Design de Jóias - tendências 2009

preview tendências design de jóias 2009
O Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos, IBGM, disponibiliza para download o Preview de Tendências 2009, focado na Joalheria e Design de Jóias.
O conceito chave apresentado é a IMAGINAÇÃO: “A imaginação é fundamental para a produção do novo. Está, justamente, no diálogo entre a imaginação dos criadores e a dos consumidores o conceito-chave que comunica estrategicamente a nova estação.”
As tendências apresentadas são:
Inspiração natural – Novos urbanos – Herança bendita – Jóias com 'h'

Deixo o link para baixar direto no site do IBGM:
Download Preview 2009

Vale a pena conferir!!!

22/07/08

Técnicas da Joalheria - Mokume gane

MOKUME GANEEsta técnica foi criada no século 17, por Denbei Shoami (1651-1728), mestre ferreiro forjador de espadas, que as adornava para os samurais utilizando ligas de cobre e aço .
Em japonês mokume significa olho de madeira ( moku - madeira, me - olho) e gane, metal. O nome deve-se a sua semelhança com os laminados da madeira. O mokume gane consiste na união de diversas lâminas de metal entre si, em forma de bloco laminado. Estas podem ser unidas com soldadura ou por difusão, já que estes metais, quando submetidos a alta temperatura, uma atmosfera redutora e à pressão, fundem-se ligeiramente. Pode-se utilizar diferentes ligas, veja tabela abaixo:

tabela 1 - Ligas mokume ganeAs várias ligas acima também podem ser combinadas entre si em diferentes proporções. Por exemplo, combinando Shakudo com Shibuichi, obtém-se a liga Kuro-Shibuichi, abaixo as proporções para esta liga:

tabela 2 - Ligas mokume gane
Saiba mais sobre o Mokume gane em: www.mokume-gane.com

Ouro - Nano gaiolas douradas

Em quantidades muito, muito pequenas, o ouro assume formas geométricas. Aglomerados de 20 átomos de ouro, por exemplo, adquirim q estrutura de uma pirâmide que seria perfeita para um faraó subatômico.

Cientistas norte americanos descobriram agora uma nova e inesperada configuração para o metal mais precioso: com apenas 16 átomos de ouro pode-se criar uma gaiola dourada, a menor peça oca possível de ser produzida com 24 quilates.
-Essas estruturas de gaiola não eram esperadas, porque os aglomerados de metal tendem a ser mais compactos-diz Lai-Sheng Wang, físico da Universidade Estadual de Washigton e do Laboratório Nacional Pacific Northwest (EUA), que fabricou a peça.gaiolas douradas
Com facetas triangulares que lembram pedras preciosas, a gaiola de átomos dourados é o equivalente metálico das buckyballs, moléculas descobertas em 1995, formadas por 60 átomos de carbono e que têm a forma de bolas de futebol. As buckyballs geraram muita agitação no mundo científico e em outras áreas, com sua nova - mais fácil de escrever - forma. O nome atraente também ajudou.Até agora ningeém fez estruturas ocas similares com metais.
O ouro em nanoescala tem propriedades incomuns e muito úteis: por um lado ele age como um catalisador que acelera certas reações químicas. Wang e seu colega Xiao Cheng Zeng, da Universidade de Nebrasca (EUA), por exemplo, estão interessados na maneira como as propriedades do ouro mudam de forma e tamanho.
Conjuntos com menos de 13 átomos assumem a forma de lâminas planas. Wang e Zeng acreditam que podem ser interessantes também as formas geradas por aglomerados de 14 a 19 átomos.
Para criar a gaiola dourada, os cientistas vaporizaram uma peça de ouro com laser e, então, examinaram os pedaços resultantes. Entre os detritos, encontraram as estruturas de 16 átomos.
O próximo passo, segundo Wang, é um truque tipo aquele que coloca um navio dentro de uma garrafa. Ele pretende incluir um outro átomo dentro da gaiola dourada, o que poderia resultar num aglomerado com novas e diferentes características.

Fonte: New York Times - Kenneth Chang

11/07/08

Jóias e acessórios verão 2009

tendências Verão 2009O verão 2009 vem com muuuita exuberância nas jóias e bijus. Dando ênfase aos COLARES e PULSEIRAS, enormes, com muitas voltas ou só uma nos mais variados materiais: resina, madeira, tecido, pérola, metais e plástico. Muitas correntes, douradas e prateadas, e mega pingentes ou vários mini.

As cor da vez é o coral e suas variações, como o salmão.

10/07/08

Tipos de Pérolas

Existem diversos tipos de pérolas, que variam em cor, forma ou cultivo. Veja abaixo algumas:

Pérola Akoya: São as clássicas pérolas cultivadas; de forma redonda. Populares e com alta demanda, são encontradas no Japão, China e Coréia.
Pérola Negra: São muito raras e valiosas, por serem negras naturalmente (sem processo de tingimento). É obtida através da Ostra de Lábios Negros, cultivada em Mares do Sul e Japão.
Pérola do Mar do Sul: São as mais cobiçadas e desejadas de todas as pérolas, pois vêm de uma enorme (a maior de todas) e solitária ostra prateada. Cultivadas ao sul da Indonésia, norte da Austrália e sul das Filipinas. Têm tamanho acima de 8 mm de diâmetro. Apresentam-se em diversos formatos, tamanhos e cores (branca, dourada, cinza, negra, etc.).
Pérola de Água-Doce: Única forma não cultivada no mar, mas em lagos de água-doce em Kyoto, na Ilha de Honshu, no Japão e na China. Podem variar infinitamente em suas formas, tamanhos e cores.
Pérola Arroz: Este tipo de pérola cresce dentro dos órgãos reprodutores da ostra e possui um grande número de irregularidades em seu pequeno formato.
Pérola Barroca: São todas aquelas de formato irregular.
Pérola Blister: Formam-se em camadas recobertas de madrepérola, por deslizarem para dentro do manto da concha. Se a pérola se origina com um crescimento verrugoso na face interna da concha, deverá ser separada da mesma, formando uma peça semi-esférica.
Pérola Mabi: Formam-se através do mesmo processo da pérola blister, ou seja, em camadas. Pode ter várias cores e formas (oval, semi-esférica, coração, gota e outros).

Saiba mais sobre o Cultivo das Pérolas, no site Naturlink.